21 de novembro de 2008

Seis maneiras de tentar sobreviver à tela azul da morte do Windows

Uma das situações mais desesperadoras que podem afligir os usuários da plataforma do Windows é a chamada ‘tela azul da morte’, expressão que vem do inglês Blue Screen of Death (BSOD).

Quem já teve a oportunidade (e diga lá, quem é que ainda não passou por tal experiência?) de se deparar com ela, sabe isso ocorre quando o sistema operacional é submetido a condições não previstas pelo código. Por conta disso ele pára de funcionar e trava o computador como um todo, exibindo umas linhas de informação que costumam dizer pouco ou quase nada para o usuário comum.

Mas aqui vai uma sugestão. Antes de desligar e ligar novamente seu PC, é conveniente anotar o que está entre o primeiro parágrafo (“Um problema foi detectado...”) e aquele que começa com “Se esta for a primeira vez...”. Sugerimos copiar também tudo que aparecer abaixo de “Informações Técnicas”.

Uma vez que você tenha reiniciado o computador e que ele esteja funcionando novamente, faça uma busca na internet para localizar páginas que façam menção aos termos que você anotou.

Se esta pesquisa não trouxer resultados úteis, procure relembrar o que mudou no seu computador momentos antes de a tela de erro surgir. Algum novo hardware foi adicionado (pente de memória, disco rígido, placa gráfica)? Atualizou um driver pouco antes de o problema começar? Fez a instalação de algum novo aplicativo?



Anote: enigmáticas, as explicações podem ajudar
na identificação do problema

PC WORLD selecionou seis dicas que podem ajudar você a identificar e corrigir as causas da BSOD, evitando que ela volte a ser exibida.

Driver: Caso tenha atualizado algum driver, procure restaurá-lo para a última versão funcional que você tinha dele. Vá em Iniciar, Executar (No Vista, Executar já é o suficiente), digite devmgmt.msc e aperte Enter. Clique duas vezes no dispositivo em questão e vá até a aba Driver. Então, clique no botão Reverter Drive.

Hardware: Uma das causas mais comuns da exibição da tela azul da morte surge após a instalação de um novo dispositivo ao PC para o qual o sistema operacional não possui driver adequado. Em situações como essa, instalar uma versão mais recente do driver costuma dar fim ao problema. Cheque o site do fabricante do hardware para ver se há uma atualização disponível para o equipamento em questão ou se não existe alguma dica de como contornar esse tipo de problema. Lembre-se que outros usuários podem ter passado por situação semelhante.

Memória: Um módulo ruim de RAM também é uma causa em potencial de panes. Caso suspeite que a memória possa ser a vilã dessa história, sugerimos que baixe e use o gratuito Memtest86+; Trata-se de um ótimo utilitário que executa uma análise profunda da saúde dos módulos de RAM instalados no PC.

Temperatura: Anos atrás, a preocupação – real – dos usuários em manter computadores em ambientes refrigerados era enorme. Os equipamentos eram de fato muito mais sensíveis e geravam uma quantidade de calor enorme. A tecnologia evoluiu, os coolers se tornaram mais eficientes e pouca gente se lembra de que, apesar disso, os computadores continuam gerando calor. E o superaquecimento é um vilão muito comum, capaz de travar o sistema quando ultrapassa determinados limites. Vale conferir se as saídas de ar do gabinete não estão obstruídas e se as ventoinhas estão funcionando adequadamente.

Conexões: Aproveite que o gabinete está aberto e confira se as conexões internas estão firmemente encaixadas. E não se espante se encontrar um volume de poeira enorme – aproveite para faxinar o PC por dentro – mas faça isso com o equipamento desligado e desconectado da tomada e com cuidado para não danificar os componentes que são frágeis.

Registro - sempre ele: Como quase todos os outros grandes problemas do Windows, a culpa pode estar não em seu hardware, mas no Registro. Utilize o Restaurador de Sistema para retornar para a situação em que estava antes de o problema começar.

Uma vez resolvido o problema, faça um backup de segurança do registro do sistema, criar um ponto de restauração e fazer backup dos seus dados. Assim, sempre poderá retornar a essa situação – estável – caso venha a enfrentar a tela azul da morte novamente, caso faça alguma alteração no sistema novamente.

Abraço a todos





diHITT - Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário